A 'anormalidade' da indústria musical japonesa

setembro 18, 2014 JReonarudo 0 Comments


O jornal The New York Times lançou um artigo onde se fala sobre uma 'anormalia' que é a indústria musical japonesa, onde os CDs físicos [como nós sabemos], tem uma grande presença ainda, frente ao streaming e a música digital.

No artigo, é discutido a obsessão dos japoneses aos CDs físicos, frente aos downloads digitais. A implementação de sistemas de streaming de música ainda é discutido. Veja alguns trechos do artigo:
While CD sales are falling worldwide, including in Japan, they still account for about 85 percent of sales here, compared with as little as 20 percent in some countries, like Sweden, where online streaming is dominant. - Enquanto  as vendas de CDs despencam no mundo todo, incluindo o próprio Japão, lá, eles representam 85% das vendas, contra 20% em outras nações, como a Suécia, onde o Streaming de músicas é dominante.
...But cultural factors may also be at play, like Japanese consumers’ love for collectible goods. Greatest hits albums, for example, do particularly well in Japan, perhaps because of the elaborate, artist-focused packaging. The hugely popular girl groupAKB48 pioneered the sale of CDs containing tickets that can be redeemed for access to live events — a strategy credited with propping up CD sales, because it can lead the biggest fans to buy multiple copies of an album. - Mas, fatores culturais também podem estar em jogo, como os consumidores japoneses amarem itens colecionáveis. Álbuns de Greatest Hits, por exemplo, vão particularmente bem no Japão devido à elaboração, à embalagem. O grupo de garotas [girl group] AKB48 foi pioneiro na venda de CDs contendo tickets que dão acesso a eventos, uma estratégia que sustenta a venda de CDs, porque isso faz com que os grandes fãs comprem multiplas cópias de um álbum[single]
Streaming music services like Spotify and Rdio [..] have stalled in efforts to enter Japan. Spotify, the biggest such player, has been stuck for two years in licensing negotiations with music companies in Japan. - Serviços de streaming de música como o Spotify e o Rdio, se estagnaram na tentativa de entrar no Japão. Spotify, o maior serviço do tipo, ficou preso dois anos em negociações de licenciamento com as companhias de música japonesas.

Você pode gostar de: