Kaseifu no Mita: Depois das lágrimas de sofrimento, um sorriso e a felicidade.

julho 21, 2016 Leo Miyamoto 0 Comments


É lógico que quando vi que o dorama deu mais de 20 pontos de audiência na média eu me perguntava porquê. Fora as citações ao dorama. Intrigado, assisti pelo Crunchyroll e olha, não me arrependi.

Vim de um dorama mais romântico, o Koinaka, e o 5ji Kara 9ji Made, mais comédia. Esse aqui é dorama mesmo... Difícil segurar o choro a cada episódio. Sério.

O que foi essa atuação da Nanako Matsushima? Uma das atuações mais memoráveis que já vi. Tem momentos que você sente uma tristeza profunda ou um medo intenso da personagem (Tem cenas que parecem ter saído dos filmes de terror)

Já a Yumi Shirakawa, que também atuou em GTO, merece a nossa lembrança. A atriz faleceu no mês passado e eu tinha uma grande simpatia por seus personagens.

Os "quatro irmãos" no dorama também não fizeram feio. Os papéis foram bem convincentes. Daqui pra frente é spoiler puro.

Akari Mita (Nanako Matsushima) é uma governanta que trabalha para Harumi (Yumi Shirakawa). Faz seus serviços com perfeição. Tudo que é pedido, se for capaz, ela faz.

Não sorri e nem esboça reações, é quase como um robô. Quando alguém a questiona sobre o que deveria fazer, simplesmente responde que "É você quem deve decidir".

Contratada por Keiichi (Hiroki Hasegawa), é encarregada dos serviços domésticos e de cuidar dos filhos de Keiichi. Sua esposa faleceu devido a um acidente. (Até então)

Os filhos, Yui (Shiori Kutsuna), Kakeru (Taishi Nakagawa), Kii (Kii Asuda) e Kaito (Shuto Ayabe) descobrem que o pai traiu a mãe com uma colega de trabalho (Mie Kazama, interpretada por Maho Nonami) e que a morte da mãe não teria sido acidente, mas suicídio.

Assim, Yui ordena a Mita que distribua panfletos com a última carta da mãe e a revelação do caso do pai com a colega do escritório.

Com isso Keiichi que era um grande funcionário na empresa, é rebaixado e transferido para um outro local.

Keiichi agora tem a dura missão como pai de provar seu amor pelos filhos: Sente que os ama mas não consegue dizer de "peito estufado".

Uma coisa que o dorama mostra bem é a consequência das nossas decisões. Quando Mita é ordenada a matar, ela vai e faz. Quem deu a ordem se arrepende quando vê que ela realmente vai matar a pessoa e acaba cancelando o pedido em cima da hora.

Mita consegue aos poucos que os filhos se reaproximem do pai. Keiichi realmente percebe que não pode deixar o avô com a guarda dos filhos, e se dá conta da importância deles na sua vida.

O Avô, bravo e rigoroso, tinha uma outra face: A face do medo, de ser abandonado. Depois de perder a esposa e a filha, temia que os netos não ficassem com ele. Quando Yui, Kakeru, Keito e Kii percebem a fragilidade do avô, passam a olhá-lo com carinho.

A família se une novamente e todos passam a amar Mita. Querem saber porque é tão séria. Descobrem então que seu marido e filho tinham sido mortos em um incêndio provocado pelo meio-irmão, que queria relações sexuais com ela. A infância de Mita também tinha sido muito difícil.

Uma história no mínimo, horrível. Se sentindo culpada pela morte do marido e filho, ia sempre ao parque de diversões e comprava lanches para uma família. Porém ficava sozinha, sentada durante horas, sem tocar nos lanches.

Mesmo Mita pedindo perdão, a sogra de Mita pede para que ela não sorria mais. E assim a governanta se abdicou do direito de ser feliz. Este era o motivo pelo qual ela não sorria.

Sabendo de toda a tragédia, a família enfim entendeu o porquê de tudo. Por um momento, Mita foi embora porque disse que se "revelasse detalhes sobre sua vida pessoal" não prestaria mais serviços como governanta.

Keiichi, sabendo que Kazama voltará para a cidade natal, tenta fazer uma proposta: Que ela seja sua esposa e também mãe dos seus filhos. Ela não aceita e vai embora.

Urara, a irmã mais nova da esposa falecida de Keiichi, assume gostar do cunhado e diz que não visitará mais a casa. Tenta um casamento arranjado para esquecer Keiichi e desiste na última hora.

Mita tenta fazer com que a família passe a odiá-la para forçar que ela seja dispensada e reaproximar Urara da família, que descobre tudo e vai atrás da governanta.

No último jantar juntos, por uma última ordem de Keiichi
, Mita sorriu pela primeira vez no dorama. Um sorriso que significou uma pequena luz. Mita já não estava mais na escuridão. Ela estava livre para ser feliz, sem toda aquela culpa.

Essa 'Yasashiku Naritai' do Saito Kazuyoshi, música tema do dorama, está no loop enquanto escrevo este post! =)

A parte mais bonita é que a governanta, mesmo não sorrindo nem tendo uma reação, consegue transmitir seu amor por Kii e Kaito através de bilhetes. Essa parte é bem emocionante.

Outra parte interessante é quando os filhos questionam a morte da mãe, por suicídio. Mita diz que nos últimos momentos, a mãe deles teria se arrependido do que fez e queria voltar atrás, mas não pôde. E que por isso não teria sido suicídio, mas sim acidente.

Esse dorama também fala sobre superar o passado. A cada vez que a Mita diz "É por sua conta" isso faz, na minha opinião, que cada um possa tomar suas decisões de forma independente.

Minha vontade era de que a Mita ficasse como a mãe deles em definitivo.... :( Que ela pudesse se mostrar de uma forma mais livre. Sei que poderia ser um pouco fora do contexto, mas né? De novo... não foi um final muito feliz a là Koinaka, onde rolou até casamento no final, porém foi um final digno e bacanudo. =´) No final cada um tomou seu caminho e superou as barreiras. Justo.

Vale pela história, pela reflexão e pela atuação dos personagens. Vale cada episódio. A Original Soundtrack também é sensacional. Recomendo! =) Valeu por lerem!

Observação 1: O último episódio bateu incríveis 40 pontos de audiência. Nanako Matsushima ganhou o prêmio de melhor atriz (Não me surpreende, ela atuou super bem), Hiroki Hasegawa como melhor ator, Kaseifu como melhor drama, Yasashiku Naritai também levou como melhor tema musical, na 71º edição da premiação que consagra os melhores doramas da temporada (2011)

Observação 2: Não dá pra comparar esta atuação com a da Fuyutsuki-sensei de GTO. Prepare-se pra se impressionar com a atuação da Nanako. 

Você pode gostar de:

0 comentários: