O JPOP já foi mais 'popular' aqui no Brasil? Ele está melhor?

abril 17, 2017 #Leo 0 Comments

 Talvez o que eu vá escrever aqui gere discussões. Mas vou falar sobre o que acompanhei sobre quando eu conheci música pop japonesa.

Me perguntaram aqui se o JPOP viveu esse boom que o KPOP começou em 2009 e vai até hoje. Eu digo que, não de uma forma igual, na mesma proporção. Mas que o JPOP teve uma fase de popularidade considerável aqui no Brasil, enquanto falamos de música, isso é fato.

"O J-Pop passou por esta fase de super exposição no passado?"

Se formos desenterrar algumas capturas de tela do finado Orkut, primeira rede social de muitos talvez, percebemos que as comunidades de música pop japonesa tinham bastante movimento e muitos membros, passando das dezenas de milhares. Eram prioritariamente pessoas do Brasil, que acompanhavam muitos animes e doramas, consequentemente os artistas eram bastante procurados. Os fóruns eram o suprassumo das comunidades.

Só pra deixar claro, esse post não é do tipo saudosista.
Estou tentando explicar aqui como eram as coisas. Se está melhor hoje, não é o foco, embora eu vá fazer um breve comentário no fim do post. E se concorda ou não, convido você a fazer um comentário no Facebook. O objetivo daqui também não é vomitar verdades em cima de você. Estou apresentando meu ponto de vista.

Se formos olhar pela ótica dos doramas japoneses que eu acompanhei muito de 2004~2010, nós temos a partir de 2004: Ichi Rittoru no Namida, Hana Yori Dango, Nobuta wo Produce, Densha Otoko, Sekai no Chuushin de ai wo Sakebu, Taiyou no Uta, Kurosagi, Hanazakari no Kimitachi E, My Boss My Hero, Dragon Zakura, Bambino, Proposal Daisakusen, Last Friends, Sunao ni Narenakute, Nodame Cantabile, Papa to Musume no Nanokakan, Code Blue, Liar Game.

Isso é só uma prévia de nada.

Posso dizer com toda certeza: Quem acompanhou todos esses doramas certamente não se arrependeu. Até hoje esses doramas estão em alta. Veja o retorno do Kamenashi com o Yamapi, famosos de Nobuta wo Produce; Ou o Code Blue 3, continuação do dorama que começou em 2008 e que quando foi anunciado gerou muitas reações.

Vejam que Hikaru Utada, Ayumi Hamasaki, Namie Amuro, Koda Kumi e BoA estavam nos tops dos rankings desses anos. Tínhamos ainda a Mika Nakashima fazendo muito sucesso com o filme NANA. Ou Ken Hirai com os hits 'Hitomi wo Tojite' e 'POP STAR'. Arashi estourando nos rankings em anos seguintes. Não bastasse tudo isso, pessoal tinha o costume de abrir tópicos no Orkut falando sobre os artistas e doramas. A impressão que eu tenho é que eu conheci o JPOP num momento onde ele tinha uma boa popularidade (Lá pra 2004, 2005).

E hoje?

Hoje, todas as grandes cantoras estão aí; Todos os grandes cantores também estão aí. Os grupos estão todos aí; Bandas como o RADWIMPS estão fazendo bastante sucesso. Estão chegando mais pessoas que estão traduzindo doramas e o ciclo se renovou. Hoje podemos falar de Koinaka, Nigeru, Suki na Hito ga Iru Koto, From Five to Nine, Mischievous Kiss. Se em 2003 a Viagem de Chihiro impressionou, em 2016 tivemos o Kimi no na wa! Infelizmente o Ikimono deu um hiatus, mas são coisas que acontecem. =(

O orkut virou Facebook. O MSN virou o WhatsApp.
Mas tudo continua aí (Sem saudosismos!) Até mesmo a Hikki que o pessoal chegou a desacreditar, está fazendo sucesso atrás de sucesso. Hoje a cultura pop japonesa está com uma boa relevância. Isso no geral: Animes, mangás, tokusatsus, música, doramas.

Melhor que ontem?

Sinto que a música pop japonesa só melhora. A cada dia, mais estilos se incorporam. Ultimamente, a música eletrônica tem me chamado a atenção, em especial o Perfume e o Suiyoubi no Campanella. As bandas como a Don't Like Mondays e o RADWIMPS tem mostrado diferenciais. Girl groups como a Yumemiru Adolescence e as E-girls também vem me surpreendendo.

Existem ciclos. O JPOP vai se reinventando, coisas novas vão surgindo e aquilo que já existia está se aperfeiçoando. Talvez amanhã você sinta vontade de escutar KPOP, qual o problema? Às vezes nós queremos ver o que há de novo em todos os lugares. Sempre fui do lado mais JPOP da força e mesmo assim não nego que às vezes escuto AOA, Mamamoo ou Tohoshinki. Ou quem sabe BoA? Mas sem abrir mão do Perfume, do Arashi, AKB48, SCANDAL, ONE OK ROCK, E-girls, GEM, Tomomi Itano, Ayumi, Hikki, Namie e Koda, que não podem faltar por aqui. ;)

Tiveram coisas boas ontem e estão tendo coisas ótimas hoje.


Espero que tenha esclarecido algumas coisas, que possam expor a opinião de vocês que é bem bacana de ler e que tenham uma ótima noite depois de um mega texto desse. Valeu!

Você pode gostar de:

0 comentários: